0 Produto(s)

0,00 Kz / Concluir

Geraldo Cavalin e Severino Cervelin

9 700,00 Kz

Visão rápida

É indicado a professores e alunos dos cursos técnicos de Eletrotécnica, Eletromecânica, Eletroeletrônica, Edificações, Engenharia Elétrica, Civil e Arquitetura e aos profissionais da área.
Traz conhecimentos básicos de eletricidade, geração de energia elétrica, ferramentas, luminotécnica, simbologias, instalação de interruptores, lâmpadas, tomadas etc., dimensionamento da instalação, DPS com base na NBR 5410:2004, desenvolvimento de um pequeno projeto residencial e verificação final da instalação. Incorpora as alterações da nova norma de Fornecimento em Tensão Secundária de Distribuição da COPEL (Companhia Paranaense de Energia Elétrica - consultar normas de cada região).
A 21a edição foi revisada e atualizada. Potência elétrica e tipos de circuitos foram revistos, incluindo exemplos didáticos. Ao tratar de luminotécnica, enfatiza as lâmpadas fluorescentes compactas e as de LED. Na abordagem dos esquemas e dispositivos de comando de iluminação, houve inclusão do esquema de distribuição, figuras das lâmpadas fluorescentes compactas e representação da fiação nos esquemas unifilares na horizontal.

Autor(es): Geraldo Cavalin e Severino Cervelin
Código: 5411
N. Páginas: 424
Formato: 20,5 x 27,5 cm
Área: Eletrotécnica e Energia

Detalhes

ÍNDICE

 

Capítulo 1 - Conceitos Básicos de Eletricidade para Aplicação em Instalações Elétricas
1.1 Tipos e Formas de Distribuição de Energia
1.1.1 Energia
1.2 Geração de Energia Elétrica
1.2.1 Barragem
1.2.2 Condutos Forçados
1.2.3 Casa de Força
1.2.4 Subestação Elevadora
1.2.5 Subestação Abaixadora
1.2.6 Subestação de Distribuição
1.2.7 Esquema Unifilar da Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica
1.3 Eletricidade
1.3.1 Estrutura da Matéria
1.3.2 Grandezas Elétricas Fundamentais
1.3.3 Tipos de Circuito

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais
2.1 Simbologia Padronizada

 Capítulo 3 - Ferramentas para Instalações Elétricas
 3.1 Introdução
3.2 Disposição das Ferramentas
3.3 Conservação das Ferramentas
3.4 Descrição Técnica
3.4.1 Alicate de Bico Redondo ou de Bico Cônico
3.4.2 Alicate de Bico Meia-Cana
3.4.3 Alicate de Corte Diagonal ou de Corte Lateral
3.4.4 Alicate Universal
3.4.5 Alicate Descascador de Fios
3.4.6 Alicate de Compressão
3.4.7 Chave de Fenda
3.4.8 Arco de Serra ou Serra para Metais
3.4.9 Brocas
3.4.10 Furadeira e Parafusadeira Elétricas Portáteis
3.4.11 Canivete - Estilete
3.4.12 Talhadeira
3.4.13 Ponteiro
3.4.14 Limas
3.4.15 Esmeril
3.4.16 Maçarico a Gás
3.4.17 Soprador Térmico
3.4.18 Ferro de Soldar ou Soldador Elétrico
3.4.19 Tarraxa
3.4.20 Torno Comum de Bancada
3.4.21 Torno de Encanador
3.4.22 Lixa
3.4.23 Escada
3.4.24 Metro Articulado e Trena
3.4.25 Fitas e Cabos de Aço para Enfiação
3.4.26 Ferramentas de Curvar Eletrodutos Metálicos Rígidos
3.4.27 Teste de Corrente Elétrica
3.4.28 Máquina de Cortar Paredes

Capítulo 4 - Luminotécnica
 4.1 Histórico e Desenvolvimento da Lâmpada
4.2 A Importância da Boa Iluminação
4.3 Fontes de Luz Artificial
4.3.1 Lâmpadas Incandescentes
4.3.2 Lâmpadas de Descarga
4.3.3 LED: A Iluminação do Futuro no Presente
4.3.4 Vida das Lâmpadas
4.3.5 Acessórios para Lâmpadas
4.3.6 Cálculo de Iluminação

 Capítulo 5 - Utilização de Esquemas
 5.1 Esquema Multifilar
5.2 Esquema Unifilar
5.3 Esquema Funcional
5.4 Esquema de Distribuição

Capítulo 6 - Dispositivos de Comando de Iluminação e Sinalização
 6.1 Como Instalar Lâmpadas Incandescentes com Interruptor Simples, Interruptor Simples Bipolar e Tomada
6.1.1 Representação de Esquemas Multifilar e Unifilar
6.1.2 Perspectiva Cônica
6.1.3 Perspectiva Cavaleira
6.1.4 Instalações em Eletrodutos
6.1.5 Lâmpada Fluorescente
6.1.6 Instalação de Lâmpada Fluorescente
6.2 Interruptores Paralelos
6.2.1 Introdução
6.2.2 Funcionamento
6.2.3 Perspectiva Cônica
6.2.4 Perspectiva Cavaleira
6.2.5 Instalação em Eletrodutos
6.2.6 Instalação em Planta Baixa
6.2.7 Prumada
6.3 Interruptor Intermediário
6.3.1 Como Instalar Lâmpadas Incandescentes com Interruptor Intermediário
6.3.2 Interruptor Intermediário para Embutir
6.3.3 Perspectiva Cônica da Instalação com Interruptor Intermediário
6.3.4 Perspectiva Cavaleira
6.3.5 Instalação de Eletrodutos
6.3.6 Instalação em Planta Baixa com Interruptor Intermediário
6.4 Interruptor de Minuteria
6.4.1 Introdução
6.4.2 Aplicações
6.4.3 Tipos
6.4.4 Funcionamento
6.4.5 Instalação
6.4.6 Exemplos de Esquemas
6.5 Interruptor Horário
6.5.1 Introdução
6.5.2 Tipos de Interruptor Horário
6.5.3 Aplicações
6.5.4 Programação
6.5.5 Exemplo de Esquemas
6.6 Relé de Impulso (Ri)
6.6.1 Introdução
6.6.2 Vantagens da Utilização do Relé de Impulso
6.6.3 Funcionamento
6.6.4 Exemplos de Esquemas
6.7 Interruptor Automático por Presença
6.7.1 Introdução
6.7.2 Aplicações
6.7.3 Instalação
6.8 Sinalização
6.8.1 Cigarras e Campainhas
6.9 Relé Fotoelétrico
6.9.1 Finalidade
6.9.2 Aplicação
6.9.3 Tipos
6.9.4 Como Instalar Lâmpadas com Relé Fotoelétrico
6.9.5 Comando de Lâmpadas Incandescentes por Relé Fotoelétrico
6.9.6 Comando de Lâmpadas de Descarga de Alta Pressão por Relé Fotoelétrico

Capítulo 7 - Segurança em Instalações Elétricas
7.1 Segurança em Instalações Elétricas - NR 10
7.2 Cuidados para Evitar Acidentes com Energia Elétrica

 Capítulo 8 - Previsão de Cargas e Divisão das Instalações Elétricas
 8.1 Cargas dos Pontos de Utilização
8.2 Previsão de Cargas Conforme a NBR 5410:2004
8.2.1 Iluminação
8.2.2 Tomadas
8.2.3 Potências Típicas de Aparelhos Eletrodomésticos
8.3 Quadro de Distribuição
8.3.1 Definição
8.3.2 O Que Deve Ser Observado na Sua Montagem
8.3.3 Partes Componentes de um Quadro de Distribuição
8.3.4 Localização do(s) Quadro(s) de Distribuição (QD's)
8.3.5 Quantidade de QD's
8.3.6 Tipos de Quadro de Distribuição Principal
8.4 Divisão da Instalação em Circuitos Terminais
8.4.1 Introdução
8.4.2 Circuito Elétrico
8.4.3 Critérios para a Divisão da Instalação em Circuitos
8.4.4 Circuitos Terminais
8.4.5 Representação de Esquemas Multifilares ou Unifilar dos Quadros de Distribuição

Capítulo 9 - Fornecimento de Energia Elétrica
 9.1 Definições
9.1.1 Normas
9.1.2 Consumidor
9.1.3 Unidade Consumidora
9.1.4 Agrupamento de Unidades Consumidoras
9.1.5 Edifício de Uso Coletivo
9.1.6 Ponto de Entrega
9.1.7 Entrada de Serviço
9.1.8 Ramal de Ligação
9.1.9 Ramal de Entrada
9.1.10 Ramal Alimentador
9.1.11 Limitador de Fornecimento
9.1.12 Centro de Medição
9.1.13 Caixa para Medidor
9.1.14 Caixa para Disjuntor de Proteção
9.1.15 Cabine
9.1.16 Medição Direta
9.1.17 Medição Indireta
9.1.18 Chave de Aferição
9.1.19 Demanda
9.1.20 Alimentador Principal ou Prumada
9.2 Limite de Fornecimento: Utilização e Demanda - Potência de Alimentação
9.2.1 Especificação de Entradas de Energia
9.2.2 Consumidor Individual
9.2.3 Edifícios de Uso Coletivo
9.3 Padrão Construtivo ou Padrão de Entrada

 Capítulo 10 - Condutores Elétricos: Dimensionamento e Instalação
 10.1 Introdução
10.2 Conceitos Básicos sobre Condutores
10.2.1 Condutor Elétrico
10.3 Tipos e Aplicações dos Condutores Elétricos
10.3.1 Condutores para Baixa Tensão
10.3.2 Condutores para Uso Geral
10.3.3 Condutores para Uso Específico
10.4 Seções Mínimas dos Condutores Elétricos
10.4.1 Seção Mínima dos Condutores Fase
10.4.2 Seção do Condutor Neutro
10.5 Dimensionamento de Condutores Elétricos
10.5.1 Critério da Capacidade de Condução de Corrente (Ampacidade)
10.5.2 Critério do Limite de Queda de Tensão
10.6 Identificação dos Condutores
10.6.1 Introdução
10.6.2 Condutor Neutro
10.6.3 Condutor de Proteção (PE)
10.6.4 Condutor com a Função PEN
10.6.5 Condutor(es) Fase(s) e Retorno(s)
10.7 Conexões em Instalações Elétricas
10.7.1 Introdução
10.7.2 Conexões de Condutores entre Si em Prolongamento
10.7.3 Conexões de Condutores em Derivação
10.7.4 Olhal
10.7.5 Recomendações sobre Conexões
10.7.6 Conexões Bimetálicas (NBR 5410:2004, item 6.2.8.15)
10.7.7 Acessórios para Condutores Elétricos
10.8 Solda e Soldagem
10.8.1 Solda. O que É?
10.8.2 Para que Serve?
10.8.3 Características
10.8.4 Cuidados ao Efetuar uma Soldagem
10.8.5 Condições de Aplicação
10.8.6 Soldagem de Emendas ou Conexões
10.9 Materiais Isolantes
10.9.1 Introdução
10.9.2 Tipos
10.9.3 Isolar Emendas ou Conexões

Capítulo 11 - Eletrodutos e Acessórios para Instalações Elétricas
 11.1 Introdução
11.2 Tipos de Eletroduto
11.2.1 Eletrodutos Metálicos Rígidos
11.2.2 Eletrodutos de PVC Rígidos
11.2.3 Eletrodutos Metálicos Flexíveis
11.2.4 Eletrodutos de PVC Flexíveis
11.2.5 Eletrodutos Corrugados de PEAD (Polietileno de Alta Densidade
11.3 Acessórios para Eletrodutos
11.4 Como Executar Roscas em Eletrodutos Rígidos
11.4.1 Etapas para Execução de Roscas
11.5 Como Executar Curvas em Eletrodutos Rígidos
11.5.1 Curvas em Eletroduto de PVC Rígido
11.5.2 Curvas em Eletroduto Rígido Metálico
11.5.3 Considerações Gerais sobre Curvas e Roscas em Eletrodutos Rígidos
11.6 Caixas de Derivação ou de Passagem
11.6.1 Caixas de Embutir
11.6.2 Caixas Aparentes
11.6.3 Considerações Gerais sobre Caixas de Derivação ou de Passagem
11.7 Redes de Eletrodutos
11.7.1 Instalação de Eletrodutos Embutidos
11.7.2 Instalações Aparentes
11.7.3 Instalação Aparente com Perfis de PVC
11.8 Dimensionamento de Eletrodutos
11.8.1 Instalação de Condutores em Eletrodutos
11.8.2 Taxa Máxima de Ocupação
11.8.3 Instalação de Eletrodutos com as Caixas de Derivação ou de Passagem
11.8.4 Roteiro para Dimensionamento de Eletrodutos
11.8.5 Exemplos de Dimensionamento
11.8.6 Tabelas para Dimensionamento de Eletrodutos
11.8.7 Enfiação dos Condutores
11.9 Instalação e Fixação de Interruptores, Tomadas e Aparelhos de Iluminação
11.9.1 Introdução
11.9.2 Fixação de Interruptores, Tomadas e Aparelhos de Iluminação

Capítulo 12 - Proteção em Instalações Elétricas Prediais
 12.1 Prescrições Fundamentais da Norma NBR 5410
12.2 Terminologias
12.3 Proteção contra Sobrecorrentes
12.3.1 Disjuntores Termomagnéticos
12.3.2 Fusíveis
12.4 Proteção contra Choques Elétricos e Efeitos Térmicos
12.4.1 Disjuntores e Interruptores Diferenciais Residuais (DR)

Capítulo 13 - Aterramento em Energia Elétrica
 13.1 Introdução
13.2 Definições
13.2.1 Aterramento
13.2.2 Choque Elétrico
13.2.3 Parte Viva
13.2.4 Massa ou Massa Condutora Exposta
13.2.5 Elemento Condutor Estranho (à Instalação Elétrica)
13.2.6 Equipotencialização
13.3 Prescrições da NBR 5410:2004
13.3.1 Esquema TN
13.3.2 Esquema TT
13.3.3 Esquema IT
13.4 Aterramento e Equipotencialização
13.4.1 Eletrodo de Aterramento
13.4.2 Condutor de Aterramento
13.4.3 Equipotencialização
13.5 Condutores de Proteção (PE)
13.5.1 Seção Mínima para Condutores de Proteção (PE)
13.5.2 Tipos de Condutores de Proteção
13.5.3 Continuidade Elétrica dos Condutores de Proteção
13.6 Condutores de Equipotencialização
13.6.1 Condutores de Equipotencialização Principal
13.6.2 Condutores de Equipotencialização Suplementar
13.6.3 Equipotencialização Funcional
13.6.4 Tipos de Barramento de Equipotencialização Funcional
13.7 Utilização de Equipotencialização Principal
13.7.1 Exemplo de Equipotencialização Principal
13.7.2 Sistema de Aterramento para Entrada de Energia (Entrada de Serviço)

Capítulo 14 - Proteção contra Descargas Elétricas Atmosféricas
 14.1 Prescrições da NBR 5410:2004 sobre Proteções contra Sobretensões e Perturbações Eletromagnéticas
14.2 Terminologia
14.3 Formação das Descargas Atmosféricas
14.4 Como Nascem e Morrem os Raios
14.5 Tipos de Raio
14.6 Efeito dos Raios
14.7 Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas
14.7.1 Generalidades
14.7.2 Constituição de um SPDA
14.7.3 Para-Raios Franklin
14.7.4 Para-Raios Radioativos
14.7.5 Gaiola de Faraday
14.7.6 Níveis de Proteção
14.7.7 Conexão de Medição
14.7.8 Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS)
14.8 Sugestão para a Prevenção contra as Descargas Atmosféricas
14.9 Conclusão

Capítulo 15 - Leitura, Análise e Interpretação de Projetos Elétricos Prediais
 15.1 Introdução
15.2 Eletricista ou Gambiarrista?
15.3 Atender à Norma é Fundamental
15.4 Falhas mais Comuns nas Instalações Elétricas de Baixa Tensão
15.4.1 Ausência de Aterramento ou Aterramento Inadequado
15.4.2 Materiais que não Atendem às Normas Técnicas
15.4.3 Pontos de Luz e Tomadas de Corrente no Mesmo Circuito Terminal
15.4.4 Emendas ou Conexões Malfeitas
15.4.5 Instalação de Arandelas em Substituição ao Ponto de Luz no Teto
15.4.6 Previsão de Tomadas em Quantidade Insuficiente
15.4.7 Falta de Coordenação entre Condutores e Dispositivos de Proteção
15.4.8 Verificação Final das Instalações não Realizada
15.5 Recomendações Importantes
15.6 Análise e Interpretação de Projetos Elétricos (Exemplo)
15.6.1 Vamos Anotar os Erros Encontrados?
15.6.2 Elaboração de um Projeto Elétrico (Exemplo)
15.7 Verificação Final da Instalação - Procedimentos
15.7.1 Documentação e Ensaios
15.7.2 Manutenção

Conclusão

Bibliografia 

Informação Adicional

Idade -
EAN 978-85-7194-541-8